Live Migration – Windows Server 2008 R2 – Dúvidas e Respostas

Olá a todos!
 

Sem dúvida, a introdução do Live Migration no Windows Server 2008 R2 foi um dos mais importantes recursos disponibilizado nesta versão do produto e, principalmente, para os amantes de virtualização. Com o Live Migration é possível mover uma VM rodando entre hosts Hyper-V sem que isso gere algum downtime na operação.

No entanto, como todas as novas tecnologias, há uma série de perguntas e alguns equívocos sobre os novos recursos presente no Live Migration. Neste post, Vamos abordar algumas das perguntas mais frequentes sobre a funcionalidade do Live Migration no Hyper-V.

1. A funcionalidade Cluster Shared Volumes(CSV) é necessária para usar o Live Migration?

Não, ao contrário que muitos acreditam, o Live Migration não requer o uso do CSV. Porém recomendamos o uso do CSV porque ele facilita o Live Migration. Essencialmente, o CSV  permitir múltiplas VMs Hyper-V acessar o mesmo conjunto de arquivos da máquina virtual (VM)  localizados no compartilhamento do Storage, geralmente um LUN em uma SAN local. Isso facilita a criação do Live Migration, porque você pode simplesmente dar acesso a cada VM ao CSV do Storage. Live Migration usando o CSV é muito rápido, porque ambas VMs podem acessar os mesmos arquivos armazenados e apenas a memória precisa ser movidos entre os hosts Hyper-V. Live Migration sem CSV demora um pouco mais, porque o armazenamento precisar ser movido entre os nós.

2. O Live Migration funciona com máquinas virtuais Linux?

Sim, o Live Migration funciona no Hyper-V a nível de Host, e, portanto, é independente do sistema operacional Guest que você esteja na VM. O Live Migration funciona tão bem com as VM´s Linux quanto com aquelas feitas em Windows.

3. Como o Live Migration lidar com diferentes arquiteturas de processador?

Primeiramente, é importante perceber que para o Live Migration funcionar, os processadores físicos nos servidores host do Hyper-V precisam ser compatíveis. Você não pode executar uma migração em tempo real entre os hosts Hyper-V que utilizam processadores de fabricantes diferentes. Em outras palavras, para executar Live Migration, ambos os hosts Hyper-V deve ter processadores Intel ou ambos devem ter processadores da AMD, você não pode executar uma migração em tempo real, se um host Hyper-V tem um processador Intel e outro host do Hyper-V  tem um processador AMD.

Os processadores no hosts Hyper-V não tem que ser idênticos. No entanto, a funcionalidade do Hyper-V chamada de modo de compatibilidade do processador(processor compatibility) permite Live Migrate de VMs entre hosts Hyper-V, com famílias de processadores diferentes. O modo de compatibilidade do processador é desativado por padrão, mas você pode ativá-lo, abrindo o Hyper-V Manager e executar o assistente de configuração da CPU. Marque a opção de migrar para um computador com um processador físico diferente.

Atenciosamente,
Marcondes Alexandre
MCT | MCITP | MCTS
| MCP | IT HERO 
Analista de Banco de Dados
– SVM
Líder do Office.CE
 | Board Ineta Brasil

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s